Esta é a Élia, a minha companheira de traquinices! Já não vivo sem ela!
Há dias que as donas ficam doidas connosco. Fazemos umas boas corridas pela casa e levamos tudo à frente.
No outro dia íamos estragando as sandálias novas da dona mais velha, a sorte  é que o sapateiro conseguiu arranjá-las senão esperava-nos um belo castigo...
sinto-me:
publicado por pensamentosdecao às 08:59